Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Pesquisar

 


Você é um profissional generalista?

Segunda-feira, 28.05.12
Por Bernt Entschev* - Blog Vida Executiva | Portal Amanhã
 

Ainda que se fale bastante de especialização, ser um profissional generalista pode ser muito positivo. Antes de optar por uma determinada atividade, se tornando um especialista, ou pela visão estratégica de gestão, vários outros aspectos que devem ser analisados. Nessa lista encontramos a área de atuação, o objetivo de carreira do profissional e os objetivos da organização contratante.
 
O generalista é geralmente conhecido pelo grande número de responsabilidades que consegue gerenciar, e normalmente é direcionado às áreas de gestão das organizações. Muitas vezes este profissional acaba preferindo trabalhar em pequenas e médias empresas por ter mais liberdade de ação. Em grandes empresas, o perfil mais escolhido para os cargos de gestão estão reservados aos que tem grande capacidade de entendimento dos processos e da empresa como um todo, a chamada visão sistêmica.
 
A época em que as pessoas se limitavam a executar unicamente o trabalho para o qual eram contratadas só não foi extinto pela necessidade de nichos específicos demandarem naturalmente mão de obra mais operacional. Essa concepção caiu no restante das corporações por prejudicar o desenvolvimento do profissional e da organização. O trabalho desenvolvido por especialistas não deixará de ser desempenhado, mas aqueles que param de procurar o desenvolvimento acabam inevitavelmente ficando estacionados em posições menos importantes.
 
Um ponto interessante a ser destacado na construção de profissionais “completos” é o job rotation. Praticado geralmente em grandes empresas, fornece ao jovem contratado uma oportunidade de desenvolver uma visão sistêmica e mais completa da companhia em menos tempo.
 
Apesar disso tudo, é importante o profissional se conhecer muito bem nos aspectos comportamental e técnico – pois as habilidades de liderar e se relacionar são fundamentais tanto para o especialista quanto para o generalista. Deter essas capacidades ajuda a se estabelecer em posições mais estratégicas.
 
Evitar a generalização ou foco excessivo também é recomendável. À medida que o profissional especialista sobe degraus, precisa saber aplicar e repassar estes conteúdos à equipe e saber se relacionar com os gestores de outras áreas. Da mesma maneira que um profissional generalista não conseguirá ir mais alto se não conhecer com detalhes os processos e tudo o que envolve sua área de atuação. Equilíbrio, talvez seja esta a palavra para qualquer atividade profissional.

*Sobre o autor: Bernt Entschev é presidente da De Bernt Entschev Human Capital. Headhunter, trabalha na área de Executive Search há mais de 20 anos. Autor do livro "Executivos, Alfaces & Morangos", Bernt também atua como conselheiro de diversas instituições.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por INESUL às 12:45


Comentários recentes

  • Nino

    Nem todo mundo ama essa prisão corporativa em que ...

  • Felipa Gui

    Sinceramente pra falar a verdade e pra aprender a ...

  • Katherine

    Oi eu tenho uma dúvida, se eu fui aprovado em um p...

  • Saulo

    Sera que os profissionais de RH leram esses coment...

  • Anónimo

    INCRÍVEL QUANDO VOCÊ ESTÁ EM UMA ENTREVISTA CONTAN...