Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Pesquisar

 


Empowerment: o poder de decisão nas mãos do colaborador

Segunda-feira, 12.11.12

 

O segredo para obter êxito no mercado global é fortalecer a fonte da criatividade e inovação de todas as organizações, ou seja, as pessoas. Para executar esse processo de maneira eficiente temos uma ferramenta chamada empowerment, que consiste em dar poder de decisão, autonomia e participação dos colaboradores na administração da organização. Em outras palavras, significa descentralizar o poder pelos vários níveis hierárquicos da organização, fazendo com que os colaboradores tenham autoridade para tomar decisões que irão fortalecer a organização como um todo.

 

Para que isso possa ocorrer a cultura organizacional deve ser pautada na disseminação do conhecimento por toda a organização, e também no poder descentralizado, para que a organização tenha equipes fortes, pois só assim os processos ficaram mais eficazes e os colaboradores se sentirão mais motivados, fazendo parte das tomadas de decisões.

 

O empowerment se baseia em quatro pilares principais:

 

Poder – dar poder às pessoas, delegando autoridade e responsabilidade em todos os níveis da organização. Isso significa dar importância e confiar nas pessoas, dar-lhes liberdade e autonomia de ação.

 

Motivação – proporcionar motivação às pessoas para incentivá-las continuamente. Isso significa reconhecer o bom desempenho, recompensar os resultados, permitir que as pessoas participem dos resultados de seu trabalho e festejem o alcance das metas.

 

Desenvolvimento – dar recursos às pessoas em termos de capacitação e desenvolvimento pessoal e profissional. Isso significa treinar continuamente, proporcionar informações e conhecimento, ensinar continuamente novas técnicas, criar e desenvolver talentos na organização.

 

Liderança - proporcionar liderança na organização. Isso significa orientar as pessoas, definir objetivos e metas, abrir novos horizontes, avaliar o desempenho e proporcionar retroação.

 

Vejamos as diferenças entre uma organização com empowerment e uma organização sem empowerment:

 

Organização sem empowerment:

 

- Espera ordens

- Executar

- Chefe é o responsável

- Encontrar culpados

 

Organização com empowerment:

 

- Tomar decisões

- Planeja e executa

- Todos são responsáveis

- Resolver problemas

 

Vejamos também os requisitos do empowerment :

 

- Tolerância a erros

- Desenvolvendo a confiança

- Visão

- Fixação de metas

- Avaliação

- Motivação

 

Com a globalização vivemos em um ambiente de incertezas. O mercado é dinâmico e mutável e somente as organizações que possuirem uma equipe preparada para responder antecipadamente as possíveis variáveis que virão conseguirão se manter vivas no mercado. Palavras como inovação, criatividade e flexibilidade são fundamentais para qualquer organização hoje.

 

O segredo está na geração de idéias, é fato que duas cabeças pensam melhor do que uma. Posso citar o conceito de sinergia que de forma geral, pode ser definida como uma combinação de dois elementos de forma que o resultado dessa combinação seja maior do que a soma dos resultados que esses elementos teriam separadamente.

 

O empowerment além ser um fator motivacional inigualável dentro de uma organização, também é uma ferramenta indiscutivelmente poderosa para uma organização que quer ter uma gestão de alto nível. Portanto as organizações que entenderem esses quesitos consequentemente obterão êxito.

 

Link:

Autoria e outros dados (tags, etc)

por INESUL às 10:34


Comentários recentes

  • Nino

    Nem todo mundo ama essa prisão corporativa em que ...

  • Felipa Gui

    Sinceramente pra falar a verdade e pra aprender a ...

  • Katherine

    Oi eu tenho uma dúvida, se eu fui aprovado em um p...

  • Saulo

    Sera que os profissionais de RH leram esses coment...

  • Anónimo

    INCRÍVEL QUANDO VOCÊ ESTÁ EM UMA ENTREVISTA CONTAN...