Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2013

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Pesquisar

 


Cargos mais difíceis de preencher no Brasil

Sexta-feira, 31.05.13
A escassez de talentos é endêmica em todo o mundo, porém mais aguda no Japão (85%), Brasil (68%), Índia (61%), Turquia (58%) e Hong Kong (58%). Empregadores na Irlanda (3%), Espanha (3%), África do Sul (6%), Holanda (9%) e República Tcheca (9%) são os menos propensos a enfrentar escassez neste ano.

Entre os motivos mais comuns para não preencher funções, está chamada de falta de competências técnicas e habilidades mensuráveis com 34%, a simples falta de candidatos com 32% e a falta de experiência com 24%.

As estratégias mais comuns que as organizações estão adotando para enfrentar a escassez de talentos é o aumento dos treinamentos pelos empregadores, tais como o fornecimento de melhores oportunidades de desenvolvimento para a equipe atual, redefinindo descrições de cargos, ou aumentando os benefícios.
O treinamento ajuda a contornar a crise ao instruir mais o staff atual e promover as pessoas que demonstrarem o potencial de crescer e se desenvolver.
Outra saída é a implementação de diferentes modelos de trabalho, como a oferta de contratos de trabalho mais flexíveis ou redesenhar atual procedimentos de tarefas. Explorar fontes alternativas de talentos, como os trabalhadores mais velhos, jovens ou mover o trabalho para onde o talento está localizado também são consideradas boas alternativas.

"Depois de anos falando sobre a escassez de talentos, os resultados da pesquisa mostram os empregadores estão agora despertando para os efeitos de negócios, que ocorre quando o talento é escasso. Os líderes empresariais têm aceitado que a escassez de talentos é um desafio permanente, de longo prazo e estão prontos para lidar com soluções, eles só querem orientação", finaliza Barberis.
Fonte: ABRH/PR

Autoria e outros dados (tags, etc)

por INESUL às 18:26


Comentários recentes

  • Anónimo

    Porém eu lhe digo Felipa Gui, existem pessoas que ...

  • Nino

    Nem todo mundo ama essa prisão corporativa em que ...

  • Felipa Gui

    Sinceramente pra falar a verdade e pra aprender a ...

  • Katherine

    Oi eu tenho uma dúvida, se eu fui aprovado em um p...

  • Saulo

    Sera que os profissionais de RH leram esses coment...